21.12.11

Sr.Tempo...

Ah! ... o Sr.Tempo este vilão que nos transforma em vilões.
Tem uma frase que diz: 
"Não se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam."
As  vezes magoamos pessoas queridas, sem nem ao menos saber que as estamos magoando.Então achei melhor deixar para vocês este carinho e muitas beijokinhas com sabor de festa!




O TEMPO


...Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem. 
Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela... 
Um dia nós percebemos que as mulheres têm instinto "caçador" e fazem qualquer homem sofrer ... 
Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável... 
Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples... 
Um dia percebemos que o comum não nos atrai...
Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom... 
Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você... 
Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..." 
Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso... 
Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais... 
Enfim... 
Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos 
todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito... 
O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas 
as nossas loucuras...
Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.
                                                                     (Mário Quintana)


Que delícia...


Clique no link e vejam que criatividade.
Clique nos números de 1 a 9 para ver o passo a passo:

16.12.11

As mulheres são ou não são maravilhosas?!

Só para descontrair o final de semana!
Beijos e muita paz.




Um rapaz de 16 anos chega em casa com um Porsche e os pais gritam:

- Onde conseguiu isto?

Ele, calmamente, responde:
- Acabei de comprar.

Com que dinheiro? Perguntam os pais. Sabemos quanto custa um Porsche!
- Bem, ele disse, este custou 15 dólares.

E os pais esbravejaram ainda mais:
- Quem venderia um carro destes por 15dólares???
- A senhora que mora logo acima na rua. Não sei seu nome, recém mudou-se
para cá.
Ela me viu passando de bicicleta e perguntou se eu queria comprar o Porsche
por 15 dólares.

- Santo Deus! gemeu a mãe. Deve abusar de crianças. Quem sabe o que fará
depois?
John, vá lá imediatamente, para ver o que está acontecendo.

O pai foi até à casa da senhora e ela calmamente plantava petúnias no
jardim.

Ele se apresentou como pai do rapaz a quem ela vendera o Porsche e perguntou
por que ela havia feito aquilo.

- Bem, disse ela, pensei que meu marido estivesse viajando a serviço, mas
descobri que ele fugiu para o Havaí com a secretária e não pretende
voltar...

Esta manhã ele me ligou e pediu que eu vendesse o Porsche e lhe enviasse o
dinheiro para resolver uns negócios ...

...Então eu vendi.

A Christmas Story -

12.12.11

Para descontrair...


Encantamento 

Olhos de sapo, patas de rã,
que tenhas Sorte todas as manhãs!
Asas de morcego , baba de lombriga,
que sempre estejas de bem com a vida!
Patas de hipopótamo, couro de dragão
que nada machuque seu coração!
Dentes de sogra, ossos de urubu
Saibas que gosto muito de Tú!
Unhas de gato, penas de galinha,
que sempre estejas de bem com sua vizinha!

Prometa:
Vassourinha, vassourinha,
que cada ano eu esteja mais bonitinha.
Sapo, sapinho,
que nunca acabe meu perfume e meu batonzinho.
Calderão calderinho,
que haja abundância de dinheirinho...


Que a sua semana seja mágica e repleta de coisas boas!
Muitas beijokinhas.

10.12.11

Biscoitinho da bisa Maria.

Esta semana meu quintal perdeu um de seus moradores a gata Xhaninha, minha mãe quis que eu a enterrasse no cantinho de sua horta que era para ela ficar por perto.Fiz uma cova bem funda e fiz o seu gosto, ao terminar olhei  para  ela e disse:
- Bem que poderia nascer um pé de gatinhos! E mesmo triste D. Maria deu um grande sorriso, acho que ela pensou.
- Oh dó... minha filha com 54 anos nunca vai deixar de ser criança.
Mas como sabemos que essas idas e vindas fazem parte de nossas vidas e que temos sempre por perto pessoas maravilhosas  para nos manter em pé, resolvi desabafar um pouquinho com vocês e vou deixar uma receitinha que ela gosta de fazer nos sábados, é uma delicinha para tomar com chá.

     Biscoitinhos de côco

                                                   
! xícara  (chá) de creme de leite
250 gr de açúcar
100 gr de margarina
3 ovos batidos
1 cilher 9chá) de fermento em pó
400gr farinha de trigo
1 pacote de coco ralado 100gr

Modo de Fazer:

Misture todos ingredientes acima, até obter uma massa maleavel.
Deixe descçar po 1 hora.
Em seguida, enrole dando formato de cordões na grossura de um dedo,
corte em pequenos pedaços e aperte a superfície ligeiramente com um garfo.
Unte a forma de manteiga, polvilhe farinha de trigo, coloque os biscoitos,
leve ao forno pré aquecido e brando, depois de uns 30 minutos com uma faquinha veja se já estão soltando fácil e estará pronto.


DESEJO QUE SEU FIM DE SEMANA SEJA TÃO GOSTOSO QUANTO ESSE BISCOITO!!!!!

8.12.11

Para refletir...


"Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter..calce os meus sapatos e percorra ...o caminho que eu percorri.
Viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz.
E então, só aí poderás julgar.
 Cada um tem a sua própria história. 
Não compare a sua vida com a dos outros. 
Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida."
 Clarice Lispector

30.11.11

Hortaliças sem ocupar espaço...





Arquiteto Marcelo Rosenbaun.

Você vai precisar de:

Garrafa PET de 2 litros vazia e limpa
Tesoura
Corda de varal, cordoalha, barbante ou arame
Para os que optarem por cordoalhas ou arames: serão necessárias duas arruelas por garrafa PET
Terra
Muda de planta

Para fixar as garrafas, deve-se fazer dois furos no fundo da garrafa e dois na parte superior. Além dos furinhos para passar a corda, é necessário um pequeno furo no fundo da garrafa, porque a água usada para regar precisará escoar. Depois, passe a corda por um furo e puxe pelo outro.


28.11.11

Tenham uma excelente semana!


Definitivo  

Definitivo, como tudo o que é simples. 
Nossa dor não advém das coisas vividas, 
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram. 

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos 
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções 
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado 
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter 
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que 
gostaríamos de ter compartilhado, 
e não compartilhamos. 
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade. 

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas 
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um 
amigo, para nadar, para namorar. 

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os 
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas 
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. 

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. 

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo 
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, 
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar. 

Por que sofremos tanto por amor? 
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma 
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez 
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz. 

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um 
verso: 

Se iludindo menos e vivendo mais!!! 
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida 
está no amor que não damos, nas forças que não usamos, 
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do 
sofrimento,perdemos também a felicidade. 

A dor é inevitável. 
O sofrimento é opcional..

(Carlos Drummond de Andrade)

23.11.11

Verão e Natura.













Para refletir...


O monge e o escorpião.

Monge e discípulos iam por uma estrada e, quando passavam por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio.

Foi então a margem tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou. Voltou o monge e juntou-se aos discípulos na estrada. Eles haviam assistido à cena e o receberam perplexos e penalizados.

- Mestre, deve estar doendo muito! Porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranqüilamente os comentários e respondeu:
- Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.

Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos. Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro.

19.11.11

De mãos dadas com Drummond...

Que o seu final da semana seja florido e tão especial quanto esse poema.


Mãos Dadas



Não serei o poeta de um mundo caduco.

Também não cantarei o mundo futuro.

Estou preso à vida e olho meus companheiros

Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.

Entre eles, considere a enorme realidade.

O presente é tão grande, não nos afastemos.

Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história.

não direi suspiros ao anoitecer, a paisagem vista na janela.

não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida.

não fugirei para ilhas nem serei raptado por serafins.

O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,

a vida presente.










Otto ajudante da minha mami regando as plantas,acho que é por isso que elas são tão lindas! Mil beijokinhas.

14.11.11

Vamos divulgar.




Santo André:   Avenida Dos Estados, 4700  Santa Terezinha
Vila Gilda Avenida Gilda, 364  Vila Gilda

São Bernardo do Campo:  Rudge Ramos Av. Dr. Rudge Ramos, 524 Rudge Ramos                  
Av. Brigadeiro Faria Lima, 845 Centro
Assunção Rua Cristiano Angeli, 1263  Assunção

São Caetano do Sul: Rua Manoel Coelho, 104  Centro

Período de apadrinhamento e recebimentos dos presentes: 18/11/2011 a 14/12/2011

Telefones de contato: 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas.)
 ou 0800 725 7282 (demais localidades)

12.11.11

Desejo que o seu FERIADÃO seja tão gostoso quanto o soninho do meu OZZY.
Com muita paz e tranquilidade.Beijokinhas com sabor de descanso!





7.11.11

Amigos são simplesmente...



Loucos e Santos



Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila. 

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. 
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. 

Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. 
Deles não quero resposta, quero meu avesso. 

Que me tragam dúvidas e angústias e aguentem o que há de pior em mim.
 
Para isso, só sendo louco. 
Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças. 

Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta. 
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria. 

Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. 
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. 

Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. 
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. 

Não quero amigos adultos nem chatos. 
Quero-os metade infância e outra metade velhice! 

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa. 

Tenho amigos para saber quem eu sou. 
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.
(Oscar Wilde)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...